E-portefólio pessoal
29 de Dezembro de 2007

No passado dia 20 de Dezembro fui assistir a "Uma tarde com o Núcleo..." organizada pelo Núcleo da região de Braga da APM .

Começamos a tarde com a palestra "O Encanto da Matemática" presidida pelo Dr. José Paulo Viana. Ele contou-nos episódios da sua vida que o ligaram à matemática. Nunca tinha ouvido ninguém falar da matemática com tanta emoção e sentimento. Ele mostrou-nos que a matemática está presente no nosso dia-a-dia e que ela existe para embelezar o mundo. Para terminar falou-nos das suas principais histórias como professor e contou-as com tanto sentimento que tenho a certeza que ele nunca as esquecerá!

Posteriormente assistimos à palestra "O Segredo de Leonardo " presidida pelo Dr. Luís Reis que nos falou da grandiosa obra de Leonardo da Vinci o Homem Vitruviano .

Mostrou-nos recorrendo ao software Cabri como é que através desta imagem Leonardo quadrou o circulo, um dos três principais problemas da História da matemática.

Foi uma tarde bem passada e que nos trouxe novas experiências e conhecimentos que os mais "velhos" nesta profissão de docentes nos podem ensinar.

publicado por Diana Oliveira às 15:48
sinto-me:
28 de Dezembro de 2007

Através do poderoso mundo da internet, veio até mim um texto interessantíssimo. A história encontra-se em http://www.ime.usp.br/~vwsetzer/jokes/barometro.html (retirado em 28/12/07).Aconselho todos a dar um vista de olhos nesta história tal peculiar, que realmente de deu que pensar.

Este texto para além de convidar a uma reflexão sobre o processo avaliativo, incita também a pensarmos sobre a clareza das tarefas, tanto colocadas em exame (como é o caso) como durante uma aula.

Quanto às tarefas, se estas não forem claras e precisas, ou seja se não forem de natureza aberta, elas permitirão muitas respostas e todas correctas. Será que isso é mau? Será que os alunos têm de saber responder apenas a maneira que o professor quer? Será que isso os desenvolve intelectualmente, criticamente e mesmo profissionalmente? A meu ver os professores tanto devem colocar tarefas de natureza aberta como fechada de modo a que os alunos tenham oportunidade para praticarem os conhecimentos como, por outro lado, para desenvolver métodos de raciocínio e de experimentação. Só com a junção destes dois é todos é que poderemos fazer com que os alunos aprendam significativamente.

Quanto ao processo avaliativo, na minha opinião, penso que está aqui bem retratado o método de avaliação que vigora hoje em dia em Portugal. Este texto mostra como a avaliação é frequentemente confundida com classificação, ou seja, mostra que todo o processo ensino/aprendizagem se resume, no final do ano lectivo, à média aritmética dos testes realizados. No entanto, avaliar não é só isso, avaliar deve contemplar todas as aprendizagens efectuadas pelos alunos durante ano. O professor se estiver atento durante as aulas poderá verificar os conhecimentos que os alunos adquiriram, aqueles a que têm maior dificuldade e até aqueles que realmente constituem um obstáculo ao seu progresso. Assim, professor para além de avaliar o aluno formativamente , conseguirá ajudá-lo de forma a tornar as suas dificuldades ultrapassáveis.

Penso que este texto, embora seja uma história e não passe de um texto divertido para Setzer , tem ideias subjacentes muito importantes e actuais na nossa sociedade e no nosso sistema educativo, assim recomendo-o a todos os professores e futuros professores, pois como nos diz Albert Einstein: “ Não basta ensinar ao homem uma especialidade, porque se tornará assim uma máquina utilizável e não uma personalidade. É necessário que adquira um sentimento, um senso prático daquilo que vale a pensa ser compreendido, daquilo que é belo, do que é moralmente correcto.”.

publicado por Diana Oliveira às 20:32
sinto-me:
19 de Dezembro de 2007

 

 

Desejo a todos os visitantes do meu blogue, e em especial às minhas colegas e à professora Maria João, um Feliz Natal e um Óptimo Ano Novo.

publicado por Diana Oliveira às 19:08
sinto-me:

:

Hipermédia

“Assim a hipermédia é o resultado da combinação do hipertexto (blocos de texto unidos entre si por ligações) e da multimédia (combinação ou utilização de dois ou mais meios de comunicação ao mesmo tempo, nomeadamente o som e a imagem). Com efeito, o produto da união do hipertexto, caracterizado pelas ligações, e a multimédia, como tecnologia que permite integrar diversos meios digitais num conglomerado que pode ser utilizado e manipulado num computador permitindo a integração do texto, gráficos, animação e a voz. (…) É um sistema não linear em que o utilizador começa e acaba quando e como quer não existindo nem princípio, meio e fim, nem periferia.”

Banha, Francisco Manuel (1999). O dinheiro e a hipermédia. Retirado de http://www.gesventure.pt/art_hip.htm#III%20-%20Os%20projectos%20e%20os%20valores%20da%20hipermédia em 14 de Novembro de 2007.

Hipertexto:

“…Poderiamos adotar como noção de hipertexto assim , o conjunto de informações textuais, podendo estar combinadas com imagens (animadas ou fixas) e sons, organizadas de forma a permitir uma leitura ( ou navegação) não linear, baseada em indexações e associações de idéias e conceitos, sob a forma de links…”

Retirado de:

Andrade, H., Correia, C. (s.d). Noções básicas de hipertexto. Retirado de http://www.facom.ufba.br/hipertexto/nbasicas.html em 14 de Novembro de 2007.

Múltimédia:

“Multimédia (…) é a área relacionada com a combinação, controlada por computador, de texto, gráficos, imagens paradas e em movimento, animações, sons e qualquer outro meio pelo qual a informação possa ser representada, armazenada, transmitida e processada sob a forma digital.”

Retirado de:

http://marco.uminho.pt/disciplinas/TELEMEDIA/Telemedia2006_IntroducaoTecnologiasMultimedia.pdf

publicado por Diana Oliveira às 13:53

"A nova tecnologia TI-Nspire foi lançada em Portugal no ProfMat '07 e encontra-se disponível exclusivamente para Professores de Matemática e Ciências até Agosto de 2008.

A tecnologia TI-Nspire proporciona aprendizagens através das diferentes representações de um problema. Com 5 aplicações interactivas - Calculadora, Listas e Folha de Cálculo, Dados e Estatística, Gráficos e Geometria e Notas - o TI-Nspire oferece a possibilidade de explorar todos os conceitos utilizando apenas uma tecnologia."(http://education.ti.com/educationportal/sites/PORTUGAL/nonProductMulti/act_nspire.html)

publicado por Diana Oliveira às 00:17
18 de Dezembro de 2007

A Comissão Coordenadora do Núcleo Regional de Aveiro da APM vai organizar dia 12 de Janeiro de 2008 um encontro com o tema "Software Livre: Arte e Matemática".

Esta formação será presidida por Arsénio Martins e pretende apresentar "... vários exemplos simples de actividades (para o Ensino, para a Arte, para a Matemática) que ganham nova dinâmica quando há computadores por perto..."1.

Esta Tarde de Formação realizar-se-á na Escola Secundária José Estêvão, em Aveiro, entre as 14h30min e as 17h30min.

As inscrições fazem-se em http://www.apm.pt/portal/index.php?id=90558.


1- in http://www.apm.pt/files/Resumo_1TardeFormacao.pdf

publicado por Diana Oliveira às 23:49

Mais uma vez a APM (Associação de Professores de Matemática) organizou o PROFMAT , que se realizou na ilha Terceira. Esta iniciativa teve origem em 1985 e desde aqui que tem vindo a trabalhar promovendo "... a troca de experiências pedagógicas e científicas que têm marcado de forma significativa o ensino da Matemática em Portugal..." (in http :/ www.profmat2007.com home.htm).

O encontro deste ano teve lugar na Escola Secundária Jerónimo Emiliano de Andrade, que se situa bem em Angra do Heroísmo.

O programa do ".. ProfMat 2007 pretende proporcionar a todos os participantes um espaço de divulgação e debate das principais questões relacionadas com o ensino e a aprendizagem da matemática...", é constituído por sessões englobando: conferências plenárias, conferências debate, conferências, grupos de discussão, painéis, comunicações orais, sessões práticas, apresentação de projectos, apresentação de materiais, e sessões especiais.

Um dos temas inerente a este encontro foram as TIC . Podemos ver no seu programa referência ao Geometer´s Sketchpad (GSP), ao Modellus , ao Tarta , ao MSMat , à TI-nspire , ao Scratch , ao GeoGebra, a applets , à Moodle , aos portefólios electrónicos e ao quadro interactivo. Para saber mais informações sobre estes softwares   pode consultar a página deste encontro.

Como futura professora vejo que estes encontros são bastante instrutivos para os docentes pois permite-lhes reflectirem e melhorarem as suas práticas pedagógicas. 

publicado por Diana Oliveira às 23:17
02 de Dezembro de 2007

No âmbito desta disciplina aprendemos a utilizar o Windows Movie Maker e com ele fizemos o trabalho "Evolução Histórica da Internet" já publicado neste blogue. No entanto achei importante fazer este post , na medida em que quero salientar a utilidade deste no Ensino.

"O Windows Movie Maker é um programa de computador que possui a característica de fazer, editar e incrementar filmes caseiros, tanto que na sua tradução literal para o português fica: Criador de filmes do Windows . O programa só serve para sistemas operacionais novos, tais como Windows 2000, Windows XP e o Windows Vista. A demora para salvar o projeto também é uma das características do programa. Após salvo, seu filme pode ser visto pelo Windows Media Player , ou pode ser copiado em CD, pois o Movie Maker salva os vídeos em formato WMV e AVI ." (in http://pt.wikipedia.org/wiki/Windows_Movie_Maker). Esta ferramenta é gratuita e de fácil funcionamento, no entanto o site http://www.microsoft.com/brasil/windowsxp/moviemaker/default.mspx ajuda-nos a trabalhar com ele.

Como já referi, vejo neste programa um meio útil para leccionar as aulas de Matemática e de outras disciplinas. Através dele poderemos motivar os alunos e fazer com que as aulas se tornem mais criativas e interessantes.

Um meio de utilizar esta ferramenta, é os professores criarem vídeos com os conteúdos a leccionar. Porém, porque não deixar aos alunos o projecto de eles próprios fazerem um vídeo de um determinado tema? Porque não deixar os alunos construírem eles próprios o seu conhecimento?

Alguns acharão esta ideia interessante, no entanto perguntar-se-ão se haverá tempo para estes trabalhos... Sei que os conteúdos a abordar nas aulas são muitos e que os alunos têm que adquirir todos esses conhecimentos. Mas será que com estes trabalhos eles não conseguirão compreender melhor um determinado conceito?

Penso que haverá tempo para tudo, se as aulas forem bem planificadas e se o nosso principal objectivo for a aprendizagem dos alunos.

publicado por Diana Oliveira às 17:21

 

O quadro interactivo veio, sem dúvida, auxiliar os professores a inovar a sua prática. Trazendo para os alunos aulas mais dinâmicas e interactivas onde todos possam se sentir motivados e participantes no processo ensino aprendizagem.

No entanto, não é só esta temática que podemos ver subjacente a este vídeo. Com a inovação tecnológica, desta e de outras ferramentas, há que ter em atenção a formação dos professores de forma a que estes possam tirar partido de todas as vantagens da mesma. No entanto, nem todas as escolas ao adquirirem recursos, como estes quadros, se lembram da necessidade desta formação, deixando esse trabalho de adaptação entregue somente aos professores. Embora ache muito importante a capacidade de se adaptar às novas tecnologias, não posso deixar de relembrar que algumas entidades, tais como escolas e universidades (formadoras de futuros professores) têm também uma responsabilidade acrescida nesta matéria.

Não seria interessante aprendermos a trabalhar com esta ferramenta?? Conhecermos todas as suas potencialidades?? Como futura professora penso que ao trabalharmos e conhecermos melhor esta ferramenta conseguiríamos , futuramente, proporcionar aos nossos alunos aulas mais interessantes e motivadoras, tendo sempre em conta a aprendizagem destes.

publicado por Diana Oliveira às 16:45
01 de Dezembro de 2007

A integração curricular das TIC é, sem dúvida, uma das preocupações dos professores e da comunidade educativa de hoje em dia, ou pelo menos, deveria ser. Usar as tecnologias é tão útil quanto necessário nos dias de hoje. Cabe então aos professores e a toda a comunidade educativa formar cidadãos capazes de utilizar de forma adequada essas ferramentas.

Porém esta questão não é tão linear como parece. Usar a tecnologia não implica somente ensinar aos alunos a sua utilização. Muito pelo contrário, o uso das TIC deve estar inter-relacionado com o processo ensino-aprendizagem. Ou seja usar as tecnologias curricularmente significa aprender com as TIC e não aprender as TIC.

É assim urgente que todos compreendam que as TIC devem ser integradas no currículo. Digo integradas, pois é necessário articular todas as partes do currículo de forma a que este se torne um todo. As TIC irão assim completar um todo que é o currículo e não substitui-lo ou apoiá-lo isoladamente.

Os professores devem então rever as suas práticas, para que, caso não o estejam a fazer, poder valorizar as possibilidades didácticas das TIC em relação aos objectivos e fins educativos. Levando as TIC para as suas metodologias e didácticas da sala de aula, proporcionando assim aos seus alunos uma aprendizagem mais envolvente, motivante e rica, enfim, uma aprendizagem realmente significativa.

Cabe assim aos professores e futuros professores promover estas aprendizagens e estar atentos às mudanças neste âmbito, pois a tecnologia está em constante evolução. Devemos estar assim alerta tanto a nível de actualização, como na reflexão e problematização das nossas práticas. Pois só um professor reflexivo é que conseguirá aperceber-se do que poderá mudar para a melhor aprendizagem dos seus alunos.

 

 

publicado por Diana Oliveira às 18:55
tags:
Dezembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
20
21
22
23
24
25
26
27
30
31
arquivos
2009:

 J F M A M J J A S O N D

2008:

 J F M A M J J A S O N D

2007:

 J F M A M J J A S O N D

RSS
Songs

musicas blog
+ Songs
Posts mais comentados
4 comentários
4 comentários
3 comentários
últ. comentários
Como os alunos de hoje em dia são "nativos digitai...
É praticamente impossível criar um sistema impenet...
E não existe, em informática, sistemas infaliveis ...
LOL....Pena que não se possa vê-los a jogar também...
Vou experimentar misturar a minha cara com a do Br...
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Conversas...
N.º de visitas