E-portefólio pessoal
28 de Julho de 2009

Segundo o jornal Público de 11 de Maio de 2009, o Ministério da Educação da Dinamarca está a ponderar permitir a utilização da internet durante os exames do ensino secundário. A ideia é usar uma ferramenta já inserida na aprendizagem dos alunos, como a calculadora gráfica, não apenas durante os estudos mas também durante a sua avaliação a nível nacional.

É certo que este uso seria vigiado de forma a evitar plágios ou conversas online com terceiros durante os exames. Serão também realizadas inspecções aleatórias ao historial de busca dos computadores dos alunos e comparações das respostas dadas com conteúdos acedidos na internet.

Os alunos reagiram positivamente a esta ideia dizendo: “É uma boa medida, já que os exames devem reflectir a realidade” disse Mina Bernardini, presidente da Associação das Escolas Secundárias Dinamarquesas ao jornal Politiken. ”Quando fazemos trabalhos ou relatórios para a escola também usamos a Internet” acrescenta.
Esta medida será testada em exames fictícios, em Outubro, e caso seja implementada, terá início em 2011. 

Esta medida poderá reflectir melhor a aprendizagem dos dias de hoje, em que vivemos rodeados pelas TIC, pois na verdade um aluno de hoje em dia já não dispensa um computador, nem a internet durante a sua vida de estudante. Contudo, penso que esta medida para ser executada tem de trazer muitos aspectos de controlo e regras de implementação para não chegarmos ao extremo de facilitismo, onde os alunos deixarão de estudar e de aprender apenas porque têm uma ferramenta útil que pode ser usada livremente.

Penso que esta sugestão não chegará muito em breve ao ensino português, pois não a viria apoiada por pais e alguns professores. Porém quando chegar deve ser bem ponderada a sua aplicação, função do Ministério da Educação e dos professores em geral.

publicado por Diana Oliveira às 16:45
Penso que a utilização dos computadores em exames não deveria ser permitida em exames, só seria facilitar a vida aos alunos no acto de copiar. Existem na informática mil e uma maneira de esconder coisas para que não sejam detectáveis aquando da referida inspecção. existem mil e uma maneiras para desbloquear as comunicações com o colega do lado. Concluindo na informática há sempre um "buraco" por onde se pode furar. Penso que para já e nos próximos tempos é muito mau este tipo de procedimentos.
Paulo Oliveira a 3 de Setembro de 2009 às 20:38
E não existe, em informática, sistemas infaliveis para copiar? Tu que entendes disso, será que os informáticos não chegarão lá??
É praticamente impossível criar um sistema impenetrável, pode ser que se chegue quase a perfeição de maneira a que seja muito difícil furar a barreira mas impenetrável penso que é mesmo impossível. Podes ver os muitos exemplos de pessoas que entram nos sistemas do FBI que devem ser um dos mais protegidos do mundo. Também não estou a dizer que é qualquer um que o faria mas haveria sempre alguém que conseguisse e passaria a palavra.
Paulo Oliveira a 3 de Setembro de 2009 às 21:07
Como os alunos de hoje em dia são "nativos digitais" certamente encontrariam essa fuga, também com tamanha motivação ninguem os impediria...
Diana Oliveira a 3 de Setembro de 2009 às 21:15
Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
arquivos
2009:

 J F M A M J J A S O N D

2008:

 J F M A M J J A S O N D

2007:

 J F M A M J J A S O N D

RSS
Songs

musicas blog
+ Songs
Posts mais comentados
4 comentários
4 comentários
3 comentários
últ. comentários
Como os alunos de hoje em dia são "nativos digitai...
É praticamente impossível criar um sistema impenet...
E não existe, em informática, sistemas infaliveis ...
LOL....Pena que não se possa vê-los a jogar também...
Vou experimentar misturar a minha cara com a do Br...
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Conversas...
Visitantes

contador gratis
N.º de visitas